[Aventura] - Rumo ao bronze!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por ADMIN em Qua Jan 25, 2017 6:05 pm

ADMIN escreveu:
Aventura - Rumo ao Bronze!


------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Aqui ocorrerá a Aventura do aprendiz Kurogane, a qual será narrada pelo narrador
Admin

DICAS escreveu:
Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso será seu narrador.

As ações devem ser feitas no futuro do pretérito, por exemplo: "Tentaria desviar das adagas e contra-atacar com um hook esquerdo". Note que você tentará, pois só é possível dizer que aconteceu após o narrador narrar.

Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 7 dias por parte do player, a mesma será cancelada.

O primeiro post é seu, mas apenas narre possibilidades para o seu personagem, assim o narrador começará a guiar a história baseado no que você quer fazer e logo cederá o cenário. E ao final do primeiro post faça um spoiler com os objetivos que se deseja alcançar na aventura! Caso opte por ter mais objetivos depois é só colocar nos outros posts!
avatar
ADMIN
Admin

Mensagens : 136
Data de inscrição : 13/12/2016

Ver perfil do usuário http://talesofdemonsandgods.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por kurogane em Qua Jan 25, 2017 6:56 pm

Acordaria de um sono bom, mesmo sendo após um dia de um cansado treino para melhorar a habilidade com espadas! A brilho do sol ia a cada instante se instalando mais, e seus raios banhavam cada fresta da casa e do quarto onde Fuu estaria. Ele mesmo se surpreenderia com o pouco cansaço que estava sentindo e observava contente os arranhões e hematomas do dia anterior. Hoje se prepararia para iniciar o cultivo com a técnica que havia conseguido. Seu corpo não estava totalmente descansado, mas era o suficiente para iniciar. Levantaria e iria se alimentar para começar, então sairia para o caminho entre o dojo e a casa, onde o terreno era pura terra com pedaços de gramado perdidos por ela.

Conforme ia se aproximando deste sua respiração já se acalmava pois sabia que a meditação duraria um bom tempo para se ter resultados, seus pés sentiam a terra úmida apesar do calor enquanto caminhava. Procuraria um pedaço de grama para se sentar, calmamente se ajeitaria e iniciaria o entendimento de sua técnica para o início da cultivação. Já teria decorado as palavras, cruzaria as pernas e apoiaria as mãos próximas aos joelhos e fecharia seus olhos. Seus lábios começavam a se mover e se daria o início das palavras..

"Aquele que ri ao invés de enfurecer-se é sempre o mais forte" - Aquilo... Aquele sentimento, era único e indescritível! E ao mesmo tempo em que as palavras eram ditas e o entendimento do que se praticava enriquecia melhorava ainda mais a sensação. A calma sempre havia sido uma de suas virtudes, e era fácil entender estas palavras, o riso representava a felicidade, e felicidade praticamente é um sinônimo de paz, de calma. Conforme os pensamentos e o entender se tornavam um sentia-se a noção de "algo" expandindo.. e continou.

"O bambu que se curva é mais forte que o carvalho que resiste" - A aura se intensificava e o conhecimento sobre o que havia acabado de se recitar consistia em ser maleável, se adaptar, modificar de acordo com o que se está enfrentando, e não ser monótono e automático. Mudança constante era o que movia o intelecto para frente. Era sensacional tudo que acontecia até aquela hora.

"Jamais se desespere em meio as sombrias aflições da vida, pois das nuvens mais negras cai água límpida e fecunda" - E então Fuu se sentia em casa, parecia uma frase que seus pais haviam lhe dito desde sempre enquanto era vivo: "nunca julgue um livro pela capa". Observar era sempre preciso, pois as vezes uma primeira impressão não significava tudo, era necessário tempo para que se mostrasse o verdadeiro valor de algo/alguém. Aquele conjunto sentenças separadas já tinham um significado tremendo, mas juntas elas elevavam o conhecimento ao extremo. Jamais teria imaginado que a cultivação fosse se tornar algo tão prazeroso, apesar do esforço, e cheio de aprendizagem!

Por mais tempo aquele garoto continuaria sentado treinando e repetindo em sua mente os ensinamentos que começariam a sua nova vida e rumos a partir dali. Esperaria até que o cansaço mental o tomasse para que então parassem para iniciar outra atividade.

Objetivos:

- Cultivar (pelo menos) até Bronze de uma Estrela
- Realizar Treinamento Físico
- Atingir o nível 2
- Conseguir uma técnica de cultivação Grade-1
avatar
kurogane

Mensagens : 22
Data de inscrição : 20/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por ADMIN em Qui Jan 26, 2017 8:11 am

Fuu ainda sentia um pouco o esforço que havia feito um dia antes para conseguir melhorar suas habilidades com espada. Agora ele começava o processo de cultivação pela primeira vez.

Sua concentração era total, e em instantes ele entrava em estado de meditação. Ele já conseguia sentir-se absorvendo energia do meio, o que começava a expandir pela primeira vez seu Reino da Alma. Seu entendimento aos poucos foi progredindo, o que melhorava ainda mais o cultivar.

Aos poucos ele foi decifrando as palavras e entendendo seus significados. Sua compreensão com o treinamento melhoraria muito dali para frente.

Sem perceber, ele, que havia acordado aos primeiros raios solares para treinar, já estava parado naquela posição há horas, e já podia ver que o sol encontrava-se no topo do céu.


avatar
ADMIN
Admin

Mensagens : 136
Data de inscrição : 13/12/2016

Ver perfil do usuário http://talesofdemonsandgods.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por kurogane em Qui Jan 26, 2017 1:54 pm

Era uma experiência com um sensação única poder sentir que o progresso acontecia naquele momento. Mas aquilo teve que ter uma pausa, Fuu precisava descansar um pouco, não estava acostumado.

Seus olhos lentamente abriam-se enquanto inspirava profundamente após o tempo cultivando que havia passado, mal conseguia enxergar pela claridade. Quando se tocou já estava ali por horas e o sol já se encontrava no topo, bem acima de sua cabeça. Seus braços já estavam levemente vermelhos, ele sairia dali para não se queimar mais para descansar um pouco.

- Já me sinto mais forte - falou consigo mesmo sorrindo - Mas é só o começo, a jornada é longa, melhor eu descansar para logo já voltar. E melhor eu parar de falar comigo mesmo também, senão vão achar que eu sou louco... - Fez uma cara de assustado.

Levantou-se e foi para dentro de sua casa, que estaria silenciosa. Onde comeria algo para recuperar as forças e daria um leve cochilo para então poder continuar a treinar.
avatar
kurogane

Mensagens : 22
Data de inscrição : 20/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por ADMIN em Qui Jan 26, 2017 2:25 pm

Fuu ficou encantado com o que aconteceu com seu corpo e mente enquanto cultivava. Tudo era novidade. Cada sensação, cada mísero detalhe era intrigante.

Ele agora pretendia continua a treinar mais tarde, só iria descansar um pouco para isso. Após comer e se deitar ele conseguiu adormecer. Poucas horas seriam necessárias para que se recuperasse!

Enquanto deitado ele começava a sonhar. Era um pesadelo. Ele podia observar sua casa em chamas, e por todo lado ouvia barulhos de bestas. Um cenário caótico. O que era aquilo? Um aviso?
avatar
ADMIN
Admin

Mensagens : 136
Data de inscrição : 13/12/2016

Ver perfil do usuário http://talesofdemonsandgods.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por kurogane em Qui Jan 26, 2017 2:46 pm

Após deitar-se sentiria seu corpo relaxar e cairia no sono.. Assim que acordasse após um tempinho voltaria ao seu treinamento. Atingiria o rank Bronze de uma estrela a todo custo. Nada nem ninguém tirariam aqueles pensamentos daquele jovem que agora repousava.

Começaria então a sonhar, e em seu sonho estaria novamente no mesmo lugar onde cultivou pela primeira vez, mas já era durante a noite, as palavras repetiriam-se inúmeras vezes em sua mente afim de que seu entendimento se tornasse ainda melhor e ficaria assim por algumas horas.

Repentinamente alguma perturbação fora da cultivação (do sonho) o atrapalharia e faria com que abrisse os olhos. O que era sonho se tornaria um pesadelo. Tudo estava caído e destruído, o fogo queimava tudo, somente destruição. Eram muitos detalhes e um sentimento de desespero e dúvida ao mesmo tempo.. Ouviria-se o rugido de bestas ao fundo, e quando reparasse observaria as pegadas das mesmas no terreno e a marca de garras/dentes destas cravadas por toda a casa sua em chamas. "Será que estou lembrando de meus pais? E onde está meu avô? Não posso perder mais ninguém..!" lágrimas escorreriam de seu rosto. O desespero era tremendo, visualizava a imagem de algo vindo em sua direção, mas não tinha forças, apenas deixou o vulto passar por ele enquanto permanecia imóvel e dizia "Eu não consegui fazer o suficiente por vocês, me desculpem".

Assim que o vulto do sonho passasse Fuu acordaria e rapidamente se sentaria, ofegante e transpirando. "Não deixarei nunca que isso aconteça" - a determinação estampava seu rosto. Não teria ideia do tempo já decorrido desde que deitara, apenas percebia que pelas frestas da casa ainda entrava luz.. Levantaria-se para trocar a roupa que agora estava suada, sairia novamente na mesma varanda onde tomaria um pouco de ar e se acalmaria sobre o sonho.
avatar
kurogane

Mensagens : 22
Data de inscrição : 20/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por ADMIN em Qui Jan 26, 2017 5:18 pm

Fuu acabara de sonhar com algo que nem ele sabia explicar, apenas que havia muita destruição, e que tudo havia sido causado por bestas. Era aquela uma invasão?
Nem ele sabia como responder, o pesadelo tinha tomado algumas horas dele, mas o sol ainda encontrava-se no céu e tinham boas horas antes dele se por.

Ele havia passado por uma situação de estresse durante o pesadelo mas acordou aparentemente mais determinado do que havia ido dormir. Já estava pronto para continuar o treino. Sua casa não estava mais silenciosa, agora ele podia ouvir seu avô ao fundo fazendo alguma coisa e foi lhe espiar.

O velho estava em um cômodo da casa onde se guardavam coisas velhas e sem utilidades, como materiais da construção da casa, bonecos quebrados do dojo... Tinha de tudo um pouco, e ele separava algumas coisas das quais Fuu não estava entendendo. O avô dele percebeu que estava sendo observado:


- Não fique ai não garoto, me ajude a separar essas coisas aqui. - E apontou para elas - Se você acha que seu treinamento ficou só ontem você está muito enganado, agora me diga, o que quer fazer primeiro ainda hoje, não importa a ordem, mas fará os dois, cultivar ou treinar seu corpo?
avatar
ADMIN
Admin

Mensagens : 136
Data de inscrição : 13/12/2016

Ver perfil do usuário http://talesofdemonsandgods.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por kurogane em Qui Jan 26, 2017 7:04 pm

Enquanto saía de seu quarto, Fuu esparava que o ambiente de casa ainda se encontrasse silenciosa, mas não, seu avô já havia voltado. Perseguindo o barulho ele chegou até o cômodo onde eles guardavam as coisas velhas e inutilizáveis e lá estava seu avô separando alguns objetos. Ele não estava entendendo, quando foi perguntar o velho notou sua presença:

- Não fique ai não garoto, me ajude a separar essas coisas aqui. - E apontou para elas - Se você acha que seu treinamento ficou só ontem você está muito enganado, agora me diga, o que quer fazer primeiro ainda hoje, não importa a ordem, mas fará os dois, cultivar ou treinar seu corpo?

Então era isso, ele provavelmente estaria separando objetos para usar no treinamento! Ele estava mesmo disposto a ajudar Fuu alcançar seus objetivos!

- Não estou cansado, quero que o senhor me leve aos limites para que eu possa me fortalecer mas ainda agora a tarde cho que vou cultivar mais um pouco então vôvô e assim que anoitecer podemos começar o treino, pode ser? - E Já começaria a ajudá-lo a pegar os objetos e levá-los onde treinariam. - Muito obrigado por estar me ajudando com tudo! - e o reverenciaria.

Assim que terminasse ele retornaria perto do terreno onde havia começado, mas agora não sentaria no terreno, e sim na varanda. Sentaria novamente do mesmo jeito, para concentrar-se como antes, ele sabia que a cultivação tinha rendido, e agora precisava continuar o processo. A meditação começava para atingir o estado necessário e as palavras começavam a lhe surgir:

- Aquele que ri ao invés de enfurecer-se... - E a sensação de antes lhe voltava, mas agora com mais intensidade. Estava diferente de antes, o que estaria sentindo agora não seria dor, mas uma pressão forte em cada ponto de chakra do corpo. Sentia a energia fluir, mas porque estava diferente? Quanto mais se repetia a pressão oscilava, hora acalmava, hora apertava e repentinamente mesmo com os olhos fechados a imagem de um flash negro aparece em sua frente, a alguns metros e vem se aproximando rápido. Parecia o flash do sonho que o havia atacado, mas esse era um que ele não tinha medo, apenas a curiosidade por saber o que era, e permitiu que esteve chegasse e trombasse com ele.

O que era uma imaginação escura com um flash se tornou um clarão dourado da cor do mesmo, raios dourados e negros por todos os lados envolvendo uma esfera das mesmas cores em um fundo que não se via o fim. Onde ele estava? Era aquele o mais profundo de seu reino de alma? O que seria aquela esfera? Ele tentaria se aproximar mas parecia estar andando no vazio. O que faltava? Ele já não estava mais concentrado como antes, mas sim intrigado com o que estava vendo, sabia que precisava continuar! Concentrou-se mais dessa vez, e repetia a técnica incansavelmente, e assim começava a sentir como se seu corpo agora estivesse mergulhado em água. Conseguia se mexer e tentava alcançar, mas quanto mais se aproximava percebia que a dificuldade aumentava e os raios também se intensificavam, como se fossem uma defesa, quando tentou chegar ainda mais perto raio negro, assim como o vulto o atingiu, e tudo que ele via agora uma bola branca ao fundo.

Ele havia saído do estado de meditação, já estava lá a horas novamente, mas não sabia o que tinha acontecido dessa vez. Sabia que havia melhorado, e sentia isso na pele, mas estava curioso quanto ao que mais seu Reino da Alma estava escondendo dele. Mas isso era uma curiosidade para um próximo dia, seu avô agora o esperava para começar a treinar o seu físico, então procuraria por ele.

avatar
kurogane

Mensagens : 22
Data de inscrição : 20/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por ADMIN em Sex Jan 27, 2017 7:39 pm

O avô de Fuu ouvias as palavras de seu neto e o reverenciamento por estar lhe ajudando:

-
Farei tudo que eu puder por você meu neto, então prepare-se pois o treino de hoje fará ontem parecer brincadeira de criança! Vá cultivar então, e após o anoitecer começaremos a moer seu corpo.

Fuu voltou então para onde estava e se prepara para voltar a cultivar. Quando começou a recitar as palavras foi diferente da primeira vez, a sensação era nova e oscilava uma pressão por todo seu corpo. Enquanto estava de olhos fechados passando por isso novamente enfrentou um vulto, parecido com o de seu sonho, mas dessa vez não teve medo e apenas deixou que viesse. Quando percebeu parecia estar em um universo paralelo, uma outra realidade. Aquele era seu Reino de Alma, e ele estava apenas no início de sua exploração. Por um tempo ele tentou ir afundo, entendendo que quanto mais aprendesse sobre sua técnica mais longe conseguiria ir, porém houve um momento que o progresso falhou e ele terminou sua cultivação. Já era de noite quando ele terminava de cultivar e agora procuraria seu avô. A Lua brilhava com força no céu que ainda estava estampado pelas estrelas, o clima estava perfeito para começar o treino à luz da lua. E lá no terreno entre o dojo e a casa estava seu avô.

-
Vamo começar moleque!
avatar
ADMIN
Admin

Mensagens : 136
Data de inscrição : 13/12/2016

Ver perfil do usuário http://talesofdemonsandgods.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por kurogane em Sex Jan 27, 2017 8:29 pm

A lua já enfeitava o céu, saberia que daquele dia em diante a vida seria mais árdua, se superando o tempo todo, tendo dores e machucados da dedicação convivendo constantemente com ele, mas afinal, tudo importava era se tornar mais forte para não perder mais ninguém. Olharia firmemente para o céu, a lua banharia fortemente seus olhos quase que fechados pela claridade exuberante e as poucas nuvens ali presente, seria uma noita perfeito para o "recomeço" de quem ele pretendia se tornar.

- Estou pronto vôvô, vamos! Bora começar o melhoraramento da minha dextreza, força, agiliadde e um pouco da resistência!

~ Início do Post de Treino ~

Em sua cabeça só pensava nos seus objetivos do seu dia-a-dia que a partir dali que praticamente consistia de treinar, treinar mais um pouco e treinar ainda mais até que seu físico se esgotasse. Precisava se tornar poderoso, tudo dependia daquilo. Abaixaria então sua cabeça e abriria os olhos calmamente e começaria o planejado. "Espero que meu corpo aguente" era o pensamento de começo para o treino.

Em uma das mãos de seu avô ele observava um saco antes usado para bater, mas que agora estava vazio mas que se podia ver que estava repleto de pedras dentro. O tempo estaria ameno, o vento mal existia aquela hora, o céu repleto de estrelas enfeitava o cenário. Em uma pequena área do terreno ele fez dois traços paralelos com as próprias mãos pela terra que estaria levemente úmida, separados cerca de 20m cada um como seu avô diria a ele. O objetivo era ir carregando o saco com os braços esticados para cima e abaixando-os conforme abaixaria as pernas junto, tentando apenas treinar sua força na ida, enquanto que na volta amarraria o saco em seu corpo e tentaria voltar correndo para o outro lado, e assim sucederia. Na ida treinaria força e na volta sua agilidade.

- Comece daquele lado ali e faça conforme o planejada - Seu avô apontava para o local do início, com a feição séria e concentrada.

Fuu apenas acenou concordando com a cabeça e foi até a linha onde começaria. Abaixaria lentamente para dar uma última e focada observada na linha do outro lado, era o que precisava alcançar. Estralaria seus membros após levantar-se. "Então é isso" pensou consigo mesmo, seus músculos já se contraiam sem nem ter pego o peso, ele podia já sentir a própria determinação - "Eu posso" Colocaria então o saco em suas mãos e daria o primeiro passo..

Mal começava a levantar e já podia ver que aquela carga seria demais para ele. Segundo, terceiro e quarto passos. No quinto já há gotas de suor do esforço por todo o rosto, pode sentir sua perna começar a tremer.. Quinto passo. Seus músculos do braço também tremem, e ao tentar começar o sexto sua perna falha e ele cai... "Acho que estou sendo afobado, sendo teimoso, devo estar querendo forçar demais e preciso ir devagar". Retirou parte do peso que ali estava e continuou. "Agora sim". O peso estava adequado e o esforço parecia ser o correto. e foi dando os passos. Décimo sétimo passo. Mãos tremendo, um suor ja caindo dentro dos olhos que não se fechavam pela vontade de vencer aquilo. Tudo tremia, já começava sentir que a lombar estava sendo exigida junto. O cabelo após os passos grudava em seu rosto que ia molhando. Décimo oitavo, Décimo nono. "Falta um". Já não sentia mais seus membros direito, era uma força descomunal. "AAAAAARGH" Vigésimo passo. Estava acabado, simplesmente se jogou ao chão caindo de cara na terra. Levantaria e em seu rosto, um sorriso de fora a fora pelo rosto, com terra nos dentes, olhos e tudo. A satisfação era imensurável.

Mas a volta ainda estava por vir, enxeu seus pulmões e levantou novamente, agarrou o saco nas costas. Sentia algo doendo no braço. Deu um impulso que de impulso não tinha nada, suas pernas já estavam mortas da primeira tentativa de atravessar, e seu ímpeto não durou muito. Lá pelos 10 metros sua velocidade tentantdo carregar diminuia mas ele não parava, Já lhe faltava o ar mas teimava em continuar até que os últimos metro chegaram e ele deu conta e novamente caiu.

- Levante, mal começou e já está morrendo? - O velho chutava mais um pouco de terra em cima dele.

Mal conseguia respirar, estava ofegante, e ainda todo sujo e com o sorriso preto pelo barro. "A caminhada vai ser longa" dizia em voz baixa mal conseguindo separar as sílabas devido ao cansaço. Esperou alguns segundos ali deitado. Aquele peso ainda era muita coisa para que ele conseguisse praticar por muito tempo, então por mais uma vez ele liberou um pouco do peso do saco a pedido de seu avô. Voltava a treinar. Agora o peso retirado havia sido maior, era aquela mesma a carga necessária! Seu avô sabia o que estava fazendo. "Velho maldito, só me fez sofrer no começo para saber que eu ainda tenho um longo caminho a percorrer" pensou consigo mesmo. Agora as repetições continuavam na ida e volta, seus músculos conseguiam acompanhar o exercício! Estava tudo perfeito. Continou treinando até começar novamente a sentir tudo falhar. Na 17ª vez já sentia até seus ossos sendo corroidos pelo esforço, estava na hora de parar.

- Muito bem, força acho que você pegou o jeito de treinar, a agilidade ainda ficou devendo e você vai continuar, então agora vamos aos próximos seu molenga! Agora terei a ajuda de dois antigos alunos nesse. -Disse o avô com um sorriso sarcástico mostrando seus exs alunos ao fundo assistindo o treino que havia acabado de acontecer.

Durante alguns minutos Fuu pode descansar a mando do velho. Os músculos de seu corpo já não se encontravam mais a 100% mas já podia voltar a treinar e avisou seu mestre.

Para treinar sua deztreza juntos da agilidade e resistência ele recebeu uma espécie de espada de kendo de madeira. Seriam arremessados diversos pedregulhos pelo avô e ex aluno em sua direção com os mais diversos pesos e velocidades. Tudo consistia em ele acertar alguns, desviar de outros, e uns que não seriam desviados que se chocariam com seu corpo.

O arremesso começou devagar. Fuu conseguia acertar a maioria e desviar também, não era pego por nenhum. Afinal só o velho começou fazendo isso, mas com o passar dos minutos, vendo que ele estava indo bem, um dos alunos começou também, já dificultando um pouco e agora sendo acertado por alguns. Não estava mais fácil mas também não era impossível. Mais alguns minutos sem mudar o ritmo e Fuu já havia se adaptado, conseguia acerta e desviar de tudo, era apenas questão de acostumar. Mas aí que o mal começou, ambos os alunos começaram a arremessar junto a seu avô. Agora estava impossível de acompanhar. "Caramba, será que eles estão tentado me matar? Tô me sentindo apedrejado!"

Fuu perdia a concentração agora, ele apenas conseguia pensar na dor que estava sentindo, embora ele soubesse que precisava se acalmar. Aos poucos foi tentando ignorar a dor e tentando enxergar através dos movimentos dos arremessadores. Seu corpo parecia ir relaxando conforme sua concentração aumentava e foi evoluindo no acerto e na esquiva. Já podia sentir mais fluidez em seus movimentos, mas ainda a dor lhe incomodava. Ele percebeu que eles nem estavam fazendo força para os arremessos e mesmo assim, apesar de acertar e desviar de muitos, outros em grande quantidade tocavam em seu corpo. "Ainda preciso de muito para conseguir ser perfeito nesse exercício, se eles simplesmente começassem a lançar os objetos em maior velocidade eu seria nocauteado... Ainda estou muito fraco...".

Por mais algumas horas, entre intervalos de descanso e retomada ele treino esses atributos. Os arremessos continuaram o mesmo, começando pelo velho e entrando os dois alunos depois um de cada vez, nada mudou. Mas tudo bem, aquele era apenas o começo. Se tornaria mais forte a todo custo!

- Por hoje está bom! Estou orgulhoso de você! - seu avô dava um tapa em suas costas encharcadas. Seu neto estava ofegante como nunca havia visto, seus músculos do corpo tremiam e seu rosto de quem sentia dor era evidente. Ele havia dado o sangue pro treino.

~ Fim do Post de Treino ~

Com a ajuda dos dois alunos Fuu foi levado ao seu quarto onde tomou um banho e após foi rastejando até sua cama, onde apenas colocou o seu corpo e desmaiou!
avatar
kurogane

Mensagens : 22
Data de inscrição : 20/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por ADMIN em Sab Jan 28, 2017 10:49 am

OFF:
Até assustei vendo o tamanho do post! cyclops

Kurogane Fuu iniciou seu treino junto de seu avô! Neste, praticou sua força, dextreza, agilidade e um pouco de sua resistência. Ele pôde perceber que seu avô dificultou o treino em certas etapas para que ele visualizasse a dificuldade, e que ainda tinha muito para crescer. Seu treino o esgotou e ele, esgotado, hibernava agora deitado em sua cama.

Um novo sonho começava. Na verdade, a continuação do mesmo pesadelo. Ele ainda encontava-se parado no mesmo lugar. O vulto nada tinha feito com ele. O barulho de bestas não existia mais e apenas se visualizava uma fumaça ou outra ao fundo e destroços por toda parte. Agora ele começava a se mover pelo sonho, desesperado, querendo encontrar seu avô, e começava a revirar os destroços mas não encontava nada. Fuçou e fuçou até que após levantar uma viga de madeira se deparou com um rastro de sangue abaixo de onde havia levantado, e naquele mesmo lugar olhando profundamente ele observava um rosto soterrado. Era seu avô. Seu coração palpitava e apenas um grito de desespero era o que lhe cabia naquele momento enquanto olhava para os céus e o brilho do sol enchia seu olhar. Assim que tirava sua vista do sol, visualizava seu quarto. Estava acordado e novamente como da outra vez, ofegante e transpirando por todo o corpo.

Percebia que a claridade já tomava o quarto.
avatar
ADMIN
Admin

Mensagens : 136
Data de inscrição : 13/12/2016

Ver perfil do usuário http://talesofdemonsandgods.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por kurogane em Sab Jan 28, 2017 11:02 am

"Esse cenário de novo..." Pensou Fuu consigo mesmo. Ao menos os sons das bestas urrando e as chamas haviam se apagado e agora ele conseguia se mexer. Precisava encontrar seu avô, não queria saber de mais nada. O desespero já lhe encontrava e o tomava. Revirara tudo que era entulho e nada, nem um sinal dele, até que uma viga levantada demonstrava sangue abaixo dela. O peito apertava ainda mais. "Por favor, não esteja morto" falava em voz alta. Mas foi então que visualizou o rosto e confirmou... Não queria aceitar, as lágrimas já escorriam pelo rosto. "Porque... Porque eu não pude ajudar?" E chorava ainda mais, o desespero se transformava em raiva e assim como uma besta, olharia para o céu que estava brilhante e urraria até que sua voz ficasse rouca. "AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH" o brilho era intenso, não conseguia enxergar nada além dele. Precisava acalmar a vista olhando novamente para algum lugar que não fosse o céu.

Quando o brilho se dissipou, Fuu já estaria acordado em seu quarto.

- Outro... Pesadelo... - Estava ofegante, as palavras mal saíam, limpava o suor de seu rosto com as mãos.

Perceberia a claridade, parecia que a noite havia passado voando. Ele estaria muito cansado ainda, poderia sentir as dores, haveriam machucados por todo seu corpo e seus movimentos estariam limitados pelo cansaço. E ficaria por um tempo pensativo ali ainda.

Quais eram os significados daquilo? Estava ele predestinado a perder seu ente querido? Nem ao menos tentaria defendê-lo? Sairia pela casa procurando pelo avô para ver se estava tudo bem. E caso o encontrasse contaria a ele do sonho.
avatar
kurogane

Mensagens : 22
Data de inscrição : 20/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por ADMIN em Sab Jan 28, 2017 11:14 am

Seu corpo exausto e seus movimentos não estavam normais. O treino havia sido insano e desgastou Fuu absurdamente. Ele tinha dúvidas sobre o que significavam aqueles sonhos e se eram algum aviso. Não sabia o que estava acontecendo. Sairia pela casa lentamente, seus passos estavam pesados, as pernas praticamente iam se arrastando no chão enquanto ele apoiasse na parede. A casa estava silenciosa. Quando entrou na cozinha se deparou com seu avô em pé lhes preparando comida!

-
Já está acordado meu neto? Vejo que o treino de ontem trouxe boas lembranças - E soltou uma risada maléfica. - Parece um pouco preocupado, o que aconteceu?

E ele ouviu sobre o sonho. Em seu rosto pairava dúvida.

-
Sonhos costumam vir para nos avisar de possíveis acontecimentos e de pessoas queridas que possam estar sofrendo.. Mas não é meu caso jovem, pode confiar nesse velho aqui! Não se preocupe! Agora sente-se, vamos comer e depois dê uma relaxada nesse corpo senão não aguentará o dia!
avatar
ADMIN
Admin

Mensagens : 136
Data de inscrição : 13/12/2016

Ver perfil do usuário http://talesofdemonsandgods.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por kurogane em Sab Jan 28, 2017 11:34 am

Os passos entavam pesados e suas pernas até se arrastavam pelo chão, mal conseguia ficar em pé mesmo apoiado à parede. Ia entrando nos cômodos procurando por seu avô. Tudo estava silencioso demais. Quando se aproximou da cozinha pode ouvir ruídos e soube que ele estava lá! Ao entrar o velho conseguiu dizer as palavras primeiro.

- Já está acordado meu neto? Vejo que o treino de ontem trouxe boas lembranças - E soltou uma risada maléfica. - Parece um pouco preocupado, o que aconteceu?

Ele estava caçoando de seu corpo, afinal de contas, Fuu quem havia lhe pedido por aquilo. Então começaria a lhe contar sobre os dois sonhos.

- Sonhos costumam vir para nos avisar de possíveis acontecimentos e de pessoas queridas que possam estar sofrendo.. Mas não é meu caso jovem, pode confiar nesse velho aqui! Não se preocupe! Agora sente-se, vamos comer e depois dê uma relaxada nesse corpo senão não aguentará o dia!

Aquelas palavras o acalmaram, ele sentou e se alimentou junto de seu avô onde ficariam conversando sobre o treino do dia anterior. Assim que acabasse, Fuu sairia para a varanda onde levaria objetos macios para se sentar e apoiar a coluna, afim de começar a cultivar.

Apesar e seu corpo estar exausto sua mente estava íntegra e curiosa sobre o que aconteceria quando começasse novamente a cultivar. Como era de costume, sentou e cruzou as pernas, colocando as mãos sobre as mesmas enquanto sua coluna se apoiava por uma parece. Sentiria já a energia do meio entrando em seu Reino de Alma só pela concentração. "Estou pegando o jeito". Cada mísera parte de seu corpo doía. Enquanto recitava as palavras aquela pressão de antes voltava intensa como nunca. Parecia que ia explodir.

Enquanto se esforçava para aguentar e sentindo que a expansão de sua força acontecia, um clarão lhe veio a mente e lá estava ele, novamente perante a esfera negra e dourada com seus raios circundando-a. Dessa vez já não havia começado longe como antes, estava praticamente encostando nos raios. Tentaria começar novamente a se mover após concentrar-se, mas após ser atingido por um dos raios voltaria aonde começou. "Por que será que não estou conseguindo avançar? Vou tentar confrontar esses raios malditos!". E assim foi, lentamente ele foi em direção à esfera e quando um dos raios tentou abater-lhe ele concentrou seus esforços contra o mesmo. A força era gigantesca, aquele raio aparentemente inofensivo tinha toda aquela energia nele? E assim manteve-se, firmemente segurando contra até se movimentando conseguiu passar por ele. Eles estavam por todos os lados, pareciam uma barreira protetora. Mas a curiosidade queria que ele chegasse mais fundo. A medida que ele se movimentada e aproximava a intensidade dos raios aumentava, assim como o brilho deles. Aquilo era a visão mais linda que ele teria visto em sua vida. Alguns raios eram mais fortes que ele e quando batiam o fazia recuar um pouco, mas ele já conseguia se defender e esquivar de alguns, seria resultado do treino? Poucos mais de 100 metros faltavam para que ele alcançasse a esfera, seu corpo estava descansado dentro daquele universo e isso o ajudava.

A sensação da movimentação naquele local era fluído, parecia algo entre estar voando ou nadando. Aqueles 100m finais eram os mais dificeis, tudo se intensificava ali e por horas ele tentaria ultrapassar e não conseguiria, até que por alguns movimentos de sorte ele se aproximou até os 50m finais e repentinamente os raios pararam. Só se ouvia a estática da energia deles e mais nada. Seu corpo começava a se mover sozinho agora, parecia que a esfera tinha uma gravidade própria e começou a girá-lo em volta dela se aproximando cada vez mais. Não saberia dizer o que era ou de que era feito, apenas era magnífico. Quando chegou a poucos metros dela podia sentir uma sensação de calma, uma paz interior, sentia uma energia viva penetrando seu corpo e quando pôs a mão para tocar a esfera a mesma explodiu e um clarão tomou sua visão. Estava novamente na sacada, já teria treinado por horas...

Quanto mais ficava dentro daquele universo menos ele queria voltar ao mundo real. Ainda precisava explorar mais!
avatar
kurogane

Mensagens : 22
Data de inscrição : 20/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por ADMIN em Dom Jan 29, 2017 3:25 pm

Fuu continuava a explorar seu Reino de Alma e quanto mais se aprofundava mais curioso e intrigado ficava e queria continuar. Aquele universo ainda tinha muito a ser explorado.

Após cultivar seu corpo já começava dar uma relaxada pela quantidade de energia absorvida do meio. Já percebia que sua energia estava expandindo de uma forma que não imaginava.

Agora iria descansar até que pudesse continuar a cultivar. Seu objetivo era atingir, pelo menos, o rank bronze.

Quando se deu conta seu avô estava do seu lado:

-
Consigo sentir só de ficar perto que você está ficando mais forte, estou orgulhoso. Você poderia ir ao campo de treinamento algum dia desses para ver que está tendo resultados!
avatar
ADMIN
Admin

Mensagens : 136
Data de inscrição : 13/12/2016

Ver perfil do usuário http://talesofdemonsandgods.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por kurogane em Dom Jan 29, 2017 3:51 pm

"Que pena, estava tão perto daquela esfera.. Podia sentir uma sensação extremamente serena de lá, da próxima vez conseguirei descobrir o que é" pensaria consigo mesmo.

Enquanto pensava ainda sobre o que havia passado de presenciar ele nem se tocava da presença de seu avô a seu lado, até ele lhe falar:

- Consigo sentir só de ficar perto que você está ficando mais forte, estou orgulhoso. Você poderia ir ao campo de treinamento algum dia desses para ver que está tendo resultados!

Por um momento rápido ele ficou imaginando as criaturas que encontraria no Campo de Treinamento, com certeza elas não seriam nada demais, mas já seria o suficiente para que ele pudesse testar suas habilidades assim que se sentisse pronto.

- Não é uma má ideia - responderia com cara de pensativo - Mas pretendo ir lá somente depois de alcançar o bronze, porém sinto que apesar de estar progredindo está sendo de forma muito lenta. Você bem que poderia ter um campo ciano para eu ter herdado né vôvô?! - diria com um certo sarcasmo mas ao mesmo tempo rindo

Mas aquilo no fim das contas era uma boa ideia mesmo. Desde que ele conseguisse enfrentar as criaturas sem grandes dificuldades ele conseguiria um pouco de dinheiro e poderia melhorar sua cultivação.
avatar
kurogane

Mensagens : 22
Data de inscrição : 20/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por ADMIN em Seg Jan 30, 2017 10:55 pm

- Ha Ha - A ironia predominava na voz do avô de Fuu - Ainda que você tivesse um reino ciano não conseguiria ir pra frente sem mim - e deu uma piscadinha sarcástica - Um jeito de aumentar essa velocidade seria você conseguindo alguma técnica de cultivação melhor que a que tem.. Essa técnica ai já a gerações passadas pela família é falha, velha e incompleta. Acaba sendo muito devagar praticar com ela. Se esforce para conseguir esse nível bronze antes do exame para selecionar os gênios, pois aí talvez você consiga melhores mestres espiritualistas que lhe ensinem melhores técnicas. Portanto volte a treinar e por ora pense nisso...
avatar
ADMIN
Admin

Mensagens : 136
Data de inscrição : 13/12/2016

Ver perfil do usuário http://talesofdemonsandgods.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por kurogane em Ter Jan 31, 2017 4:13 pm

Ele ouvia atentamente ao que seu avô lhe dizia.

Seu avô estava certo. Ele, além de ser o mestre, era um conselheiro e um amigo. O amigo mais próximo que ele teria naquele momento. E aquelas palavras estavam corretas.

Recentemente um jovem que havia passado pela Cidade da Glória havia liberado técnicas de cultivação que permitiam até campos vitais de cor vermelha superarem limites inimagináveis, mas Fuu não tinha contato com essas pessoas, então precisava se destacar para conseguí-las com um mestre espiritualista.

- Você está certo vôvô.. Preciso atingir logo o nível bronze de uma estrela porque assim já conseguirei o suficiente para a classe dos gênios! E se recebesse alguma dessas novas técnicas já melhoraria e muito a velocidade do meu cultivo - e faria um rosto de pensativo - Então preciso dar mais duro na minha cultivação, a medição da nova geração acontecerá em poucos dias e preciso ter atingido no mínimo esse nível até lá. Com licença! - E sairia para voltar ao cultivo.
avatar
kurogane

Mensagens : 22
Data de inscrição : 20/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por ADMIN em Qui Fev 02, 2017 8:32 am

Fuu refletia e conversava com seu avô sobre aprimorar seu cultivo, e tinha uma ideia sobre isso. Mas para isso ele precisava se destacar e isso só aconteceria se ele continuasse dando duro em seu treinamento.


Seu avô após ouvir suas palavras apenas lhe balançou a cabeça concordando.


Fuu agora saia para continuar seu cultivo até o bronze.
avatar
ADMIN
Admin

Mensagens : 136
Data de inscrição : 13/12/2016

Ver perfil do usuário http://talesofdemonsandgods.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por kurogane em Qui Fev 02, 2017 11:46 am

Apenas observaria o movimento de concordância de meu avô e sairia e, como de costume, me sentaria na varanda para começar e me concentraria na meditação.

- Aquele que ri ao invés de enfurecer-se é sempre o mais forte. - E algo explodiria no interior de Fuu. "Daonde vinha aquela força?" ele pensava consigo mesmo e continuava a pronunciar a técnica.

Em poucos segundos uma força descomunal tomava seu corpo, e o arredor dele mudava para onde ele estava antes, no universo da esfera. Ele podia novamente observá-la distante dele, sempre que voltava ao cultivo aquele mundo recomeçava. Só que agora ele já sabia como chegar ao centro, só precisava de um pouco de sorte e em menos tempo que anteriormente estaria lá. Os reluzentes raios negros e dourados não pareciam mais preocupá-lo, apenas seguia em direção à seu objetivo. Assim como antes, ao se aproximar foi mais difícil, e o que tinha sido feito em horas ele conseguiu em minutos dessa vez e ia se aproximando.

Quando sentiu a gravidade o puxar ele sabia que já tinha conseguido - "mas o que acontece agora?" pensou - Aquele vórtice lentamente o puxava para seu interior, mas ele não estava preocupado, aquela esfera lhe puxando acalmava e parecia manter ainda mais sua concentração. Uma energia exalando vida começava a tomar seu corpo, até que a esfera ficou ao alcance de seu braço e ele a tocou. Mais do que rapidamente seu corpo foi engolido por ela e tudo em sua vista ficou enegrecido novamente. Não enxergava mais nada, mas ainda tinha os sentimentos de calma e e vida ali. Parecia que seu corpo estava em queda livre e não parava de rotacionar.

E parou. Agora seu corpo se encontrava deitado em um terreno. Não sabia dizer o que era, parecia duro e não encontrava mais nada, o que representava aquele lugar? Seu céu estava acinzentado, aparentemente eram nuvens de chuva. A sensação cheia de vida ainda continuava a tomar seu corpo, mas como seria possível num lugar daqueles? Ele continuava a recitar a técnica, até que reparou em seu último verso:

- Jamais se desespere em meio as sombrias aflições da vida, pois das nuvens mais negras cai água límpida e fecunda - Assim que acabou a última frase sentia seu corpo leve e uma aura semelhante a chamas o tomava.

O céu que antes só estava acinzentado agora relampejava raios negros e dourados, o brilho era intenso, mas não atrapalhava a vista, um barulho de trovão foi ouvido por ele e Fuu conseguia observar várias gotas de água saindo das nuvens, ele conseguia ver claramente elas começando a sair de lá e sairem para caírem naquele solo, ele observava uma em particular, que via diretamente em seu rosto. Ele queria sentir aquela gota cair nele e então apenas fechou levemente seus olhos e esperou, quando a gota tocou seu rosto sua aura se expandiu e explodiu por todo aquele terreno até onde se enxergasse. E sua vista se escureceu novamente.

Sua cultivação havia acabado naquele momento. Observaria a Lua já no horizonte começando a aparecer, ele estava desvendando seu reino da alma e sentia que ainda não estava perto de saber tudo que havia lá, simplesmente queria mais!
avatar
kurogane

Mensagens : 22
Data de inscrição : 20/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por ADMIN em Dom Fev 05, 2017 5:25 pm

Fuu continuava firme em sua cultivação, e conforme adentrava eu seu reino da alma mais ele aprendia sobre o mesmo. Ele pretendia atingir o rank bronze antes do dia de avaliação para que pudesse conseguir uma técnica melhor e poder avançar mais depressa.

Agora ele só começava a descansar para poder continuar a seguir!
avatar
ADMIN
Admin

Mensagens : 136
Data de inscrição : 13/12/2016

Ver perfil do usuário http://talesofdemonsandgods.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por kurogane em Dom Fev 05, 2017 5:53 pm

O tempo estaria ótimo, silencioso e fresco. Algumas estrelas já começariam a aparecer no céu enquanto Fuu tomaria fôlego para descansar e se preparar para o que viria a seguir. Ele tentaria levantar agora para dar uma alongada e sentiria dores em seu corpo. Observaria alguns hematomas surgindo por todo ele pelo treino que havia feito e por ter sido atingido por tantos objetos. Mas isso era necessário para melhorar e se tornar mais forte.

Assim que terminasse seu alongamento partiria em busca de seu avô e assim que lhe encontrasse:

-Vôvô, espero não estar atrapalhando, mas percebo que a cada cultivo eu avanço em conhecer meu reino da alma e fico surpreso e cada vez mais curioso.. Gostaria de saber se eles são todos iguais!
avatar
kurogane

Mensagens : 22
Data de inscrição : 20/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por ADMIN em Seg Fev 06, 2017 6:14 pm

O jovem observava, após ter cultivado, os resultados do treino no cansaço e nas marcas em todo seu corpo. 


Ele tinha dúvidas, e pensava sobre o reino da alma, pensava que talvez seu avô soubesse algo e foi atrás dele para obter alguma informação. Fuu andou pela casa lentamente, seu corpo não respondia de forma adequada pelo cansaço ainda presente.


Ele não encontrava seu avô dentro de casa e só lhe restava o dojô, portanto foi até lá. O velho realmente se encontrava lá. Ao chegar mal mostrou sua presença e já lhe fez a pergunta, a qual foi recebida de surpresa por seu avô:


- Olá meu neto. Vejo que passou muito tempo cultivando e provavelmente está desvendando seu reino da alma... Hahahaha Isso é um mistério meu jovem.. As pessoas o descrevem das mais diversas formas e jeitos possíveis, desde um lugar cheio de vida quanto a um lugar sombrio, acho que tudo depende do jeito e da índole de cada um. Penso eu que o reino da alma traga aquilo que mais representamos para nós mesmos, e portanto, não há algo fixo nisso. Mas ao mesmo tempo são maleáveis e se ajeitam as mudanças necessárias! Era só isso que gostaria de perguntar?
avatar
ADMIN
Admin

Mensagens : 136
Data de inscrição : 13/12/2016

Ver perfil do usuário http://talesofdemonsandgods.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por kurogane em Qua Fev 08, 2017 10:43 am

Após a pergunta Fuu ouviu as palavras que seu avô tinha a dizer e apenas acenou com a cabeça afirmando que seria só aquilo mesmo. Mas ainda queria compartilhar mais:

- Isso da índole me preocupa.. O meu, apesar de não me dar medo, se parece com um lugar sombrio! Eu não sou alguém ruim, sou? - pensativo e ao mesmo tempo vagamente cabisbaixa pronunciava tais palavras.
avatar
kurogane

Mensagens : 22
Data de inscrição : 20/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por ADMIN em Ter Fev 14, 2017 8:35 am

- Obviamente que não meu neto. Você está apenas começando a explorar seu reino da alma e penso eu que ele ainda não se revelou totalmente à você! Então não se preocupe! Apenas aprofunde-se mais nele que ele se revelará! - o velho sorria olhando para o garoto.
avatar
ADMIN
Admin

Mensagens : 136
Data de inscrição : 13/12/2016

Ver perfil do usuário http://talesofdemonsandgods.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Aventura] - Rumo ao bronze!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum